Lá se pensam, cá se fazem.

BeFree – Liberdade em movimento

BeFree – Liberdade em movimento: "Liberdade, Independência, Felicidade". BeFree é uma tecnologia que permite às pessoas com mobilidade condicionada optimizar ou melhorar o movimento que realizam. Funciona através da colocação de um suporte ergonómico (pulseira, joystick, bandolete) adaptado a qualquer extremidade do corpo que o utilizador consiga ou necessite mover, esse suporte contém um sensor de movimento que capta a amplitude, velocidade e ângulo que o individuo realiza e transmite-o ao 'gadget' a que está associado (pode ser um brinquedo telecomandado, um comando de televisão, jogo de computador, etc) permitindo que este reaja aos movimentos do utilizador. Desta forma é provocado um estimulo ao movimento, que para além de motivar a pessoa a realizar mais vezes determinado movimento que lhe seja benéfico (ajudando à sua terapia ou reabilitação), capacita-a a utilizar determinados 'gadgets' ou tecnologias que lhe facilitem as actividades de vida diária, melhorando assim a sua qualidade de vida. É importante referir que o sensor reage ao mais pequeno movimento permitindo a sua utilização por pessoas com mobilidade extremamente reduzida. Este projecto surge da identificação de uma necessidade real na sociedade e da vontade de proporcionar alegria e felicidade a quem mais precisa, sempre no sentido da igualdade de oportunidade. Neste momento o ponto fulcral são as crianças com défices psico-motores mas esta é uma tecnologia com potencial para desenvolver a reabilitação motora, ajudar idosos ou pessoas com doenças degenerativas a manter ou melhorar os seus movimentos permitindo-lhes ser independentes, ou até desenvolver áreas lúdicas. O objectivo da ideia é melhorar a qualidade de vida de todas as pessoas com mobilidade condicionada, promovendo a sua liberdade de movimento, independência e felicidade.

Tiago Caldeira

Visionário
Abu Dhabi, Emiratos Árabes Unidos

Catarina Filipa Carnoto Mendes

Facilitador
Penela, Portugal

Rita Figueiredo

Comunicador
Rio Maior, Portugal

Comentários