Lá se pensam, cá se fazem.

PerCursos Sensoriais

A empresa PerCursos Sensoriais foi desenhada com o intuito de apoiar pessoas com demência e seus cuidadores (formais e informais). Porém os seus serviços encontram-se também ao dispor de toda a comunidade interessada. Procura, de forma sustentável e eficiente, usar a inovação (em particular a evidência científica) para responder a um problema social que atinge cada vez mais pessoas, famílias, organizações e comunidades - a demência. A proposta de criação da empresa foca um problema social emergente e relevante em Portugal e um pouco por todo o Mundo: o número de pessoas com demência tem vindo a aumentar (há cada vez mais pessoas idosas com demência e cada vez mais a demência apresenta-se em pessoas mais novas); as pessoas com demência precisam de cuidados 24horas por dia, que tendem a ser assegurados numa primeira instância por um familiar próximo (cuidador informal); quando a demência se agrava e/ou o cuidador é afetado fortemente por sobrecarga, a pessoa com demência tende a ser institucionalizada num lar; aqui os cuidados são assegurados por cuidadores formais (por norma, auxiliares, mulheres e com baixas habilitações literárias) que também atingem com frequência o burnout, pela dificuldade em lidar com a sintomatologia da demência. A designação escolhida - PerCursos Sensoriais - espelha a visão, missão e atividades da empresa. A palavra PerCursos é uma mensagem explícita para indicar a realização de percursos (trilhos) em zonas naturais (como parques da cidade e praias), de forma a promover a estimulação motora (caminhar) e sensorial (usar os cinco sentidos para percecionar o ambiente envolvente). A estimulação motora e multissensorial constitui uma terapia não-farmacológica com evidência científica de elevada eficácia na prevenção do avanço da demência, permitindo a promoção da qualidade de vida das pessoas com demência e indiretamente dos seus cuidadores. A palavra PerCursos é ainda uma mensagem implícita para sugerir um caminho de apoio adequado em termos de qualidade de vida e inserção social; e destacando as atividades de counselling e apoio psicoeducativo da empresa, que pretendem ajudar a gerir melhor as emoções e o stresse das pessoas que lidam com esta doença. O destaque dos Cursos remete para a atividade de formação da empresa (dirigida em particular a cuidadores formais e informais, mas também a qualquer pessoa interessada), algo essencial num contexto em que a informação e formação sobre demência escasseia (mesmo para profissionais) favorecendo diversos estigmas sociais. A palavra Sensorial sublinha a estimulação multissensorial, indicando a apreciação da natureza. Em suma, a empresa PerCursos Sensoriais conjuga três serviços centrados na demência, nas pessoas que vivenciam essa doença, seus familiares e cuidadores formais e informais, alargando-se à comunidade interessada: formação; estimulação multissensorial e motora; serviços de apoio (counseling e apoio psicoeducativo). A empresa PerCursos Sensoriais privilegia uma lógica de prevenção da doença e promoção da saúde, uma noção de viver com qualidade, dignidade e autonomia, necessárias à autorrealização pessoal, através do reaproveitamento de contextos naturais, muitas vezes historicamente significativos na vida das pessoas. Pretende destacar a importância das estratégias não-farmacológicas (como complemento às farmacológicas), em especial a estimulação multissensorial e motora. Procura, assim, colmatar a escassez de programas com ênfase nas intervenções não-farmacológicas na área da demência e apoiar as pessoas e seus cuidadores no ambiente domiciliar ou organizacional, mas arindo à comunidade (zonas naturais), promovendo a inserção e revolucionando as intervenções na área da demência. A relevância da empresa PerCursos Sensoriais centra-se em: disponibilizar atividades que permitem à pessoa com demência manter e/ou promover algumas capacidades e mais qualidade de vida; auxiliar os cuidadores (formais e informais) a desenharem estratégias eficazes de estimulação da pessoa com demência; providenciar ao cuidador (formal e informal) um contexto de cuidados normalizador (zonas naturais na comunidade); facilitar a inclusão social das pessoas com demência e aumentar o conhecimento sobre a doença e suas especificidades; e promover a intergeracionalidade e aumentar as redes sociais e de apoio dos cuidadores. Além disso, esta empresa promove a utilização do ambiente envolvente através do uso de espaços verdes, florestas ou zonas marítimas, características em Portugal e que marcam um pouco por todo o país a sua história e o seu passado.

Carla Sousa

Visionário
Santa Maria da Feira, Portugal

Fabiana Almeida

Comunicador
Crawley, Reino Unido

Facilitador
,

Comentários